Matéria no Jornal Hoje Livre – 22/5/2011

Será possível voltar atrás e resolver as pendências do passado? É isso que a Terapia de Vidas Passadas (TVP) propõe. O assunto parece um pouco complicado, já que envolve presente, passado e futuro, mas o fato é que, para quem crê, a TVP ajuda a reviver nossas vidas anteriores e tratar bloqueios, sintomas, sofrimentos, fobias, dores e vários outros problemas que, na vida atual, não nos damos conta que é algo do passado.

A TVP é reconhecida como uma terapia rápida, objetiva e eficiente. Isso porque a regressão nos coloca de frente com a raiz do problema. “Com o ritmo alucinante que vivemos nos dias atuais, a maioria das pessoas não quer mais perder tempo e dinheiro com psicoterapias longtas e desgastantes”, contou a terapeuta holística Camila Sampaio.

Camila trabalha com regressão há 8 anos. Apaixonada pelo que faz, a psicóloga e historiadora nos recebeu em um atarde fria, e explicou o que é Terapia de Vidas Passadas. Camila fez questão de lembrar que não é perigoso, como muita gente pensa, e que regressão é uma forma de prevenir problemas futuros. Diferente do que é mostrado nas novelas e filmes que abordam essa questão, a pessoa que faz a terapia holística lembra-se de tudo que aconteceu nas vidas anteriores, sem estar desacordada.

A consulta começa com uma entrevista sobre a vida atual e a partir da próxima sessão a pessoa já entra em alguma vida passada que tenha ligação com algo de ruim que esteja acontecendo no presente. São trinta minutos de conversa, uma hora de regressão e trinta minutos de finalização. A terapeuta confessa que no dia , um desgaste muito grande toma conta da pessoa, e é contra indicado que se tenha grandes responsabilidades nesse dia: “o processo é intenso, tanto para mim quanto para quem faz”, revelou.

Conflitos com o passado

A ideia de voltar para outras vidas, se ver em lugares diferentes, colado em outra história, desperta curiosidade mas pode gerar desconforto e medo. Para a secretária Madalena Lopes, seu espírito não está preparado para reviver momentos de angústia. “Tenho medo da TVP, porque se eu descobrir que fui uma assassina, por exemplo, não sei como continuaria a viver sabendo que fiz tanto mal para alguém”. O caso de Madalena é explicado pela historiadora e é muito comum.

Camila contou que já viveu 90 vidas, e que por essa andança pelo passado ela já foi um guerreiro que destruiu uma aldeia inteira: “foi chocante saber que fiz mal para tanta gente, tive que trabalhar esse sentimento. Mas hoje faço o bem”. A terapeuta revelou que em outras vidas ela era uma excelente dona de casa, coisa que hoje ela afirma não ser; já foi uma ótima mãe, e na vida de hoje ainda não conseguiu realizar essa proeza. “Na regressão  é comum encontrarmos pessoas conhecidas. Meu marido e eu temos 5 vidas de reencontros”.

Há oito anos trabalhando com terapia de vidas passadas, Camila revelou um momento inesquecível vivido em seu consultório, que foi marcado por muitas lágrimas. “Uma amiga minha de faculdade me procurou porque estava passando por momentos difíceis: seu pai tinha falecido, ela tinha problemas de relacionamento e estava muito confusa. Durante a regressão, participamos de uma reunião no plano espiritual, onde mostrou que o filho que ela traria futuramente no ventre seria o próprio espírito do pai, que ela sentia tanta falta. Foi uma cena linda!”

“Somos seres espirituais vivendo uma experiência num corpo físico. Podemos viver a plenitude da vida descobrindo quem somos e o que viemos fazer aqui na Terra.” Essas são as considerações finais de quem já escreveu 2 livros sobre regressão (mais 1 de Hugo Lapa, autor da frase). Se você quer saber mais sobre o assunto visite o site:

www.terapiadevidaspassadas.net

Anúncios

Desculpas não bastam – Vidas Passadas e Alcoolismo

Olá a todos!

Este é “Desculpas não bastam”, o segundo volume dos livros do espírito Ronaldo.

Ele fala sobre Apometria e Alcoolismo, você pode conferir no vídeo de apresentação abaixo.

O link para adquiri-lo é

www.terapiadevidaspassadas.net/loja.htm

Aproveite e leia “O Amor nunca morre”, o primeiro volume da série, que é sobre suicídio — caso ainda não conheça. Ele também está disponível no mesmo link. Como eles são sequencia, é interessante ler “O Amor nunca morre” primeiro.

 

Boa leitura!

Esse é o vídeo de apresentação: